Blog VPA Equipamentos | Infográfico: Cravação por impacto vs Vibração

Posts do Blog

Infográfico: Cravação por impacto vs Vibração

Com o aumento na utilização de Perfis, Estacas, Trilhos e Tubos Metálicos em sistemas de contenção, vieram os diferentes métodos para cravação desses perfis. Em alguns casos, somente métodos específicos podem ser utilizados, devido restrições de cada obra, mas, falando em métodos por impacto e por vibração, a utilização de um ou outro como método de cravação se torna opção de escolha na maioria dos casos.

Infográfico: Cravação por impacto vs Vibração O Infográfico abaixo, apresenta de forma mais detalhada a utilização do método por impacto ou por vibração.

  • 1) Um dos primeiros números a serem avaliados, é a quantidade de homens que são demandados no canteiro de obras.
    • a) Vibração - A demanda de mão de obra é pequena. Operador de escavadeira com especialização para métodos de cravação e um auxiliar para guiar a cravação executam dezenas de cravações ou até mesmo extrações em um dia de serviço, reduzido o tempo gasto com a demanda e consequentemente gerando um menor custo de mão de obra.
    • b) Impacto - A cravação por impacto demanda uma maior mão de obra. Além de exigir mais profissionais em campo, a execução por impacto possui um tempo mais longo para ser concluída, sendo necessários diversos golpes para concluir a cravação de um perfil, consequentemente, quanto maior o tempo gasto na conclusão do serviço, maior o orçamento a ser utilizado na mão de obra dos trabalhadores envolvidos no processo
Infográfico: Cravação por impacto vs por vibração

  • 2) Um dos grandes fatores a ser levado em consideração é a geração de vibrações na cravação. Principalmente em se tratando de cravações em grandes centros ou locais com estruturas próximas, a vibração no entorno pode danificar as estruturas vizinhas e acarretar em custos não programados para as obras.
    • a) Vibração - Possui equipamentos que são livres de ressonância e a vibração é tão baixa, que podem ser operados até mesmo na divisa com estruturas vizinhas.
    • b) Impacto - Comumente a vibração no entorno é extremamente alta. Devido sua cravação ser possível através de um impacto, ao ser acionado e assim impactando com o implemento a ser cravado, o choque resultante deste “encontro” produz um ruído excessivo e além de gerar desconforto auditivo nas proximidades da obra, se torna um risco a integridade física das estruturas vizinhas devido a vibração.
Infográfico: Cravação por impacto vs por vibração

  • 3) Outro fator importante na definição do método de cravação/extração é a integridade dos Perfis. Em demandas de contenções provisórias é importante que os Perfis se mantenham reutilizáveis para evitar custos com a danificação deles. E este é outro ponto que devemos considerar na escolha do método.
    • a) Vibração - No que se refere a manutenção da integridade dos Perfis a serem cravados, o método por Vibração é medalha de ouro. Como o método não utiliza de força bruta para cravação dos perfis, eles não sofrem danos no momento da cravação, preservando suas características e evitando custos adicionais na hora de devolver os Perfis.
    • b) Impacto - Já a cravação por impacto é extremamente prejudicial aos perfis, pois seu modelo consiste em golpear os elementos - com força bruta, para que os mesmos sejam fincados ao solo. Tal ação resulta em danificação extrema na cabeça dos perfis e em seu empenamento por completo..
Infográfico: Cravação por impacto vs por vibração

  • 4) A extração dos Perfis é outro fator a ser levado em consideração na hora de pensar no método de cravação. Nas contenções provisórias os Perfis precisam ser extraídos do solo e é nessa hora que o método faz toda a diferença:
    • a) Vibração - Com a cravação também feita com o método de cravação, a extração dos perfis é facilmente realizada através da vibração. Ocorre que da mesma forma que o sistema de vibração rompe o atrito lateral da peça com o solo, possibilitando sua cravação, na extração ocorre a mesma coisa, o atrito é rompido através da vibração, gerando uma “folga” para que o implemento possa ser extraído e essa demanda é realizada em minutos.
    • b) Impacto - a)    Com a cravação dos Perfis também feita por impacto, a extração destes é praticamente impossível de ser realizada através de métodos tradicionais, como a extração utilizando somente a escavadeira. Em alguns casos, perfis cravados com o método por impacto, somente são possíveis de serem extraídos utilizando o método por vibração já em outros, os perfis ficam tão fixos ao solo que sua extração se torna inviável e em uma necessidade de devolução dos implementos, os mesmos tem que ser restituídos, gerando um custo extra a obra.

Mas... com todos esses fatores contra o método por impacto, em qual situação é recomendada sua utilização?

Infográfico: Cravação por impacto vs por vibração

Em projetos específicos, como por exemplo, solos com uma resistência que não pode ser vencida na cravação por vibração, mesmo utilizando outros métodos para facilitar a cravação, como o exemplo do Drill Metálico (veja a matéria clicando aqui). Em situações extremas como essa, somente a cravação por impacto consegue forçar a penetração das Estacas no solo.

Outro fatos que pesa favorável aos métodos por impacto é o comprimento das peças a serem cravadas. Hoje, o método por vibração já permite cravação de perfis com mais de 20m de comprimento, porém, em casos com extensões maiores ou na ausência de um método de cravação com eficiência para cravar perfis mais altos, acaba-se recorrendo aos métodos por impacto.

A Cravação por impacto foi uma das primeiras soluções dadas a demanda de cravação de Perfis e uma das suas principais evoluções foi a criação dos métodos por vibração, que se apresentam como uma solução mais viável por sua praticidade, segurança, economia e velocidade de execução.

Na hora de planejar a demanda de cravação da sua obra, leve em consideração todos os dados que apresentamos para não ter surpresas durante a execução no canteiro de obras.
SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR